Arquitetura

Premiação IAB-SP: Biselli & Katchborian, Estudio America e Vigliecca & Associados ganham principais prêmios

Centro de Arte e Educação dos Pimentas vence na categoria Rino Levi, Casa do Chile leva o Carlos Millan e Área dos Portais ganha na categoria Joaquim Guedes

Cleide Floresta
10/Dezembro/2010

O departamento paulista do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-SP) divulgou, em cerimônia realizada no Museu da Casa Brasileira, os vencedores da Premiação IAB-SP.  O prêmio teve como objetivo reconhecer as propostas criativas e originais, sobretudo aquelas que contribuíssem efetivamente para o desenvolvimento social, ambiental, econômico e cultural do Estado de São Paulo e do Brasil.

Além dos projetos eleitos em seis categorias eleitas, foram concedidos os prêmios especiais Rino Levi para a melhor obra construída, Carlos Barjas Millan para o melhor projeto, Joaquim Guedes para o melhor projeto ou obra com ênfase na integração entre urbanismo, paisagismo e habitação de interesse social, e Luis Saia para o melhor trabalho da categoria "crítica".

Confira os vencedores e menções honrosas de cada categoria:

Categoria Edifício: Obras Construídas - Habitação

Vencedor

Casa Paraty, de Márcio Kogan - Paraty, RJ

Nelson Kon

Ao mesmo tempo em que contrasta com a natureza quase intocada, com estrutura de concreto aparente e grandes aberturas de vidro, a casa construída nesta ilha de Paraty (RJ) insere-se na paisagem como uma extensão da praia. Sem muro separando o imóvel da areia, a casa de 840 m² tem dois pavimentos. 

Menção Honrosa

Casa Mirante do Horto, de Flávio Castro - Horto Florestal, SP

Divulgação

O grande volume retangular aproveita ao máximo o terreno, com dois pavimentos de residência e um térreo dedicado à garagem e aos serviços. A construção aproveita o visual e a luminosidade disponível com grandes aberturas de vidro, tanto nas fachadas quanto nas laterais do imóvel.


Residência DRInieper 107, de Guilherme Mendes da Rocha - São Paulo, SP

Divulgação

Buscando o conforto sem barreiras, o profissional explorou ao máximo a ideia do minimalismo, descartando, porém, qualquer rótulo ou escola. O projeto apresenta espaços generosos e totalmente integrados, além de multiuso.


Categoria Edifício: Obras Construídas - Comercial

Vencedor

Sede Administrativa da Carglass, de AUM Arquitetos - Santana de Parnaíba, SP

Maíra Acayaba

Instalada em um terreno de 5.032 m², a sede administrativa da Carglass foi construída para ser um prédio similar a um galpão de fábrica. As dimensões são igualmente industriais: a área construída é de 4.378 m², distribuídos em dois pavimentos (térreo e mezanino) aliados a dois pátios internos.

Menções Honrosas

Kaze Paulista, de FGMF - São Paulo, SP

Divulgação

O estúdio de cabeleireiros Kaze Paulista pode ser considerado uma continuação do bem-sucedido edifício Kaze Mooca, que o escritório FGMF construiu em 2004 e que lhe rendeu o Prêmio Jovens Arquitetos do IAB-SP daquele ano. Assim, o novo projeto alinha sua linguagem à da construção anterior e mantém os princípios de captar iluminação e ventilação naturais de forma a manter a eficiência ambiental. Localizado em um terreno estreito e geminado, se destaca do entorno por sua fachada de placas de vidro em diferentes planos e pela escada metálica que se deixa ver na parte frontal do prédio.

Jatobá Green Building, de Aflalo e Gasperini Arquitetos - São Paulo, SP

Daniel Ducci

O empreendimento foi construído a partir da observação da incidência do sol no terreno. Desta forma, cada fachada recebeu um tratamento diferenciado para que o edifício pudesse aproveitar ao máximo a luz natural ao mesmo tempo em que tal característica não se transformasse no maior uso de ar-condicionado. Classificado na categoria Gold, concedida pelo Leed (Leadership in Energy and Environmental Design), o edifício de oito andares do Brooklin tem ainda reuso de água, cobertura com café e jardins que garantem conforto térmico e sistema de ar-condicionado especial.

Ateliê Frederico Zanelato Arquitetos, de Frederico Zanelato, Fernanda Kano e Regina Sesoko - Mogi das Cruzes, SP

Bebete Viégas

Cravado na serra do Itapeti, no município de Mogi das Cruzes (SP), o Ateliê de Arquitetura, de apenas 70 m² e um volume de 8 m x 8 m, foi construído privilegiando materiais simples e de baixo custo, como telhas metálicas, concreto, tábuas de demolição ou caixilhos de vidro.

Categoria Edifício: Obras Construídas - Requalificação

Vencedor

Biblioteca Municipal Mário de Andrade, de Piratininga Arquitetos - São Paulo, SP

Maira Acayaba

O projeto de restauro e modernização das instalações integra arquitetura, restauro, acústica, engenharia de fundações, de estruturas e de instalações. As intervenções do edifício, assinado pelo francês Jacques Pilon em 1942, incluem a recuperação da fachada, dos revestimentos e do mobiliário interno do edifício tombado, além da área especial do acervo.

Categoria Edifício: Obras Construídas - Institucional

Vencedor

Biblioteca São Paulo, de Aflalo e Gasperini Arquitetos - São Paulo, SP

Daniel Ducci

Um ambiente moderno, colorido e confortável, sobretudo no que diz respeito à iluminação. Essas são marcas da Biblioteca São Paulo, inaugurada em fevereiro de 2010 no Parque da Juventude, na capital paulista, onde antes ficava um dos prédios do Complexo Presidiário Carandiru. Para aproveitar a claridade, o edifício conta com aberturas zenitais, enquanto o térreo é todo fechado com vidros recuados, garantindo sombreamento.

Categoria Edifício: Projetos - Habitacional

Vencedor

Residência Itatiba, Arq. Marina Acayaba + Juan Pablo Rosenberg - São Paulo, SP

Divulgação

O desafio dos arquitetos era construir um imóvel que conseguisse aproveitar o melhor possível a luminosidade e a vista da região e que tivesse ambientes abertos e integrados para a convivência da família. Para solucionar as limitações impostas pelo posicionamento do terreno de 417 m² em formato trapezoidal, o andar superior, que abriga os quartos, ganhou cubos em inclinações diferenciadas que criam áreas abertas e pode fazer sombra ao jardim.


Menção Honrosa

Residência AG, de André Becker Pennewaert - São Paulo, SP

Divulgação

A falta de muros e a implantação recuada que garante um respiro à pequena praça em frente são compensadas por uma volumetria fechada para garantir a privacidade dos moradores - e ainda coopera para o conforto acústico e equaciona a questão dos alagamentos.

PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | Próxima >>
Revistas Pini
Destaques da Loja Pini
Aplicativos
Agenda Ver mais
de 23/04/2014 a 24/04/2014

Curso Básico de Orçamento de Obras

de 23/04/2014 a 24/04/2014

Masterclass

de 23/04/2014 a 24/04/2014

ConstruBR