Inmetro denuncia inconformidades em Equipamentos de Proteção Individual | PiniWeb

Exercício Profissional e Entidades

Inmetro denuncia inconformidades em Equipamentos de Proteção Individual

Capacetes de segurança, luvas isolantes e máscaras descartáveis apresentaram os maiores problemas entre os EPIs verificados no mercado

Gustavo Jazra
25/Fevereiro/2013

Marcelo Scandaroli
O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) encontrou irregularidades em 6,7% dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) utilizados na construção civil. A entidade realizou 859 ações entre os dias 4 e 8 de fevereiro. Dos 200.519 produtos verificados no mercado, 13.461 estão em situação irregular.

Os itens com maiores problemas são capacetes de segurança, luvas isolantes de borracha e máscaras descartáveis. De acordo com o Inmetro, o consumidor deve observar o selo de identificação da entidade nos EPIs. Essa  é a garantia de que o produto atende aos requisitos mínimos de segurança exigidos pela norma de conformidade.

As empresas que não se adequaram foram notificadas e serão penalizadas com multas que variam de R$ 100 a R$ 1,5 milhão, segundo prevê o artigo 9º estabelecido na Lei nº 9.933/99, que dispõe sobre as competências do Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Conmetro) e do Inmetro. Os EPIs irregulares foram apreendidos e serão destruídos, após esgotadas as possibilidades de recurso.

Confira os produtos com conformidade avaliada no site do Inmetro.