Qualidade em elevação | PiniWeb

Desafios Técnicos :: MECAN Conteúdo Patrocinado

Qualidade em elevação

Para transporte vertical de 450 funcionários, Mendes Júnior optou por elevadores cremalheira da Mecan, operados no canteiro

Na cidade de Barroso, em Minas Gerais, fica uma das mais modernas fábricas de cimento do mundo, de propriedade da Holcim S/A. A planta foi modernizada para atender aos anseios da empresa de ampliar sua capacidade produtiva em 50% e, assim, disponibilizar ao mercado até 3,6 milhões de toneladas de cimento todos os anos. Para tanto, foram investidos aproximadamente R$ 1,4 bilhão nas instalações, elevando a área construída no complexo de 34 mil para 100 mil m².

DESAFIO

A construção de silos com 46,5 m de altura e de prédios com 114 m de altura exigia solução ágil para transporte vertical de pessoas, principalmente, mas também de ferramentas e materiais de pequeno porte. Apenas na construção da estrutura onde se localiza o preheater (ou pré-aquecedor), são cerca de 600 trabalhadores atuando em regime de três turnos, 24 horas por dia. Deste total, aproximadamente 450 precisavam subir e descer constantemente durante os 33 dias de execução da atividade.

Além disso, a solução de transporte deveria atender a uma característica especial, conforme aponta a Mendes Júnior, responsável pela execução da obra. Era preciso que a montagem do sistema de elevação fosse contínua, acompanhando o deslizamento da estrutura de concreto, ininterruptamente. Dessa maneira, a estratégia de montagem deveria ser muito bem concebida, com disponibilidade total dos materiais em canteiro.

SOLUÇÃO

Com cabine simples e capacidade para elevar 1.200 kg, o equipamento escolhido pela construtora para atender à sua demanda por transporte vertical foi o elevador cremalheira CMG12, da Mecan, empresa do Grupo Orguel. "A escolha do modelo se deu em função da solicitação da própria obra, que não demandava capacidade de carga maior. E o equipamento transporta 15 pessoas por vez", explica o coordenador de assistência técnica da Mecan, Alexandre Magela Costa.

Foram, no total, quatro elevadores. Os equipamentos atingem velocidade de 36 m/minuto. "Temos várias estruturas com elevações superiores a 30 metros e o elevador nos proporciona um grande ganho de produtividade e segurança", pontua Amir Montandon Paiva Junior, coordenador de produção da Mendes Júnior. Apenas na estrutura de concreto do preheater, o sistema de forma deslizante atingiu a altura de 107 m.

Os próprios funcionários da Mendes Júnior operam os equipamentos. Para tanto, passaram por treinamento ministrado pela Mecan. "O operador tem que ter pelo menos Ensino Fundamental completo e passar por treinamento de 16 horas, sendo oito teóricas e oito práticas", conta Costa.

Periodicamente, os equipamentos passam por vistoria e manutenção preventiva. "Para todo elevador que a Mecan aluga, uma das condições impostas é fechar também a manutenção preventiva mensal", salienta Costa. Segundo ele, nessas oportunidades são realizados testes de freio.

De acordo com Paiva, da Mendes Júnior, "os equipamentos fornecidos pela Mecan são de ótima qualidade e segurança e os serviços prestados são satisfatórios".

FICHA TÉCNICA
Obra: ampliação da fábrica da Holcim
Localização: Barroso (MG)
Área construída: 66 mil m²
Quantidade de operários: 3.000 no pico de produção
Volume de concreto: 50 mil m³
Início das obras: maio/2012
Término das obras: abril/2015

Clique aqui e faça agora um contato direto com a Mecan