PIB da construção cresce 0,5% no segundo trimestre de 2011 | PiniWeb

Gestão

PIB da construção cresce 0,5% no segundo trimestre de 2011

Segundo vice-presidente de economia do SindusCon-SP, valor ainda será revisado e setor deve fechar 2011 com alta próxima de 5%

Mauricio Lima
2/Setembro/2011

Marcelo Scandaroli
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje (2) o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) referente ao segundo trimestre, que aumentou 0,8% em relação ao trimestre anterior. No setor da construção civil, houve alta de apenas 0,5% em relação ao primeiro trimestre de 2011. No acumulado do ano, o setor cresceu 3,6% em relação ao primeiro semestre de 2010.

De acordo com o vice-presidente de Economia do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), Eduardo Zaidan, o PIB da construção não será afetado por essa variação em curto prazo e deverá fechar próximo de 5% em 2012. "Nesse momento, as obras já estão contratadas, portanto, não haverá queda. O PIB vai cair se as obras terminarem e não houver novas", disse.

Zaidan acredita que a construção não deverá recuar. "O que interessa na construção é a taxa de investimento. Essa taxa diminuiu um pouco, mas a taxa de poupança aumentou e uma hora vai virar investimento", explica.

Segundo o vice-presidente do sindicato, o índice divulgado pelo IBGE é uma estimativa que leva em conta apenas a produção física de materiais. "Esse número ainda deverá ser revisto mais umas duas vezes, quando deverá ser incorporado à construção", disse Zaidan. O engenheiro ainda ressalta que os materiais importados também entrarão no cálculo, quando forem utilizados na obra.

Revistas Pini
Destaques da Loja Pini
Aplicativos