Falha humana causou o rompimento da cobertura da Arena Fonte Nova, diz administradora | PiniWeb

Infraestrutura

Falha humana causou o rompimento da cobertura da Arena Fonte Nova, diz administradora

De acordo com a empresa, durante a verificação da impermeabilização da cobertura, parte da membrana que cobria o deck metálico foi dobrada, o que ocasionou o acúmulo de água da chuva

Rodrigo Louzas
28/Maio/2013

Reprodução/Instragram Acelino Popó de Freitas
A Fonte Nova Negócios e Participações (FNP), que administra a Arena Fonte Nova, divulgou na última segunda-feira (27) um novo comunicado a respeito do rompimento de parte da cobertura do estádio. De acordo com a empresa, o acidente se deu por consequência de um erro humano e não implicará em problemas para a realização das três da Copa das Confederações em Salvador, na Bahia.

"A FNP executava um serviço de verificação da impermeabilização da cobertura no dia anterior (domingo, 26/05), aproveitando o período de não realização de jogos no estádio. Para tal procedimento, uma parte da membrana que cobria o deck metálico havia sido dobrada, o que acabou se tornando uma barreira, ocasionando o acúmulo de água da chuva e impedindo o correto escoamento para os dutos de drenagem da cobertura", disse.

Ainda de acordo com a empresa, o rompimento de parte da membrana não comprometeu a estrutura metálica da cobertura e o custo deste reparo será absorvido pela concessionária da Arena.

Confira a nota oficial da administradora na íntegra:

"A Fonte Nova Negócios e Participações (FNP) esclarece que não há qualquer problema no projeto, na instalação ou no material utilizado na cobertura da Arena Fonte Nova. O rompimento de parte de um dos 36 painéis da membrana da cobertura, ocorrido por volta das 8 horas da manhã de hoje (27/05), se deu por falha humana. A FNP executava um serviço de verificação da impermeabilização da cobertura no dia anterior (domingo, 26/05), aproveitando o período de não realização de jogos no estádio. Para tal procedimento, uma parte da membrana que cobria o deck metálico havia sido dobrada, o que acabou se tornando uma barreira, ocasionando o acúmulo de água da chuva e impedindo o correto escoamento para os dutos de drenagem da cobertura. A área estava isolada para a execução do serviço. A concessionária esclarece ainda que:

- Os trabalhos de reparação da membrana já estão sendo executados e serão concluídos a tempo da realização da Copa das Confederações em Salvador.

- A estrutura da cobertura da Arena Fonte Nova passou em todos os testes de resistência cabíveis, o que comprova que o ocorrido é um fato isolado decorrente de uma situação atípica;

- Este tipo de situação jamais ocorreria durante os eventos, já que nestes dias a Arena passa por uma vistoria minuciosa em todas as suas dependências, incluindo a cobertura, na qual a membrana fica completamente esticada e o sistema de drenagem funciona normalmente;

- O rompimento de parte da membrana não comprometeu a estrutura metálica da cobertura.

- O custo deste reparo será absorvido pela concessionária da Arena."