Geólogo critica falta de pátios, estacionamentos e pavimentos drenantes no combate às enchentes | PiniWeb

Infraestrutura

Geólogo critica falta de pátios, estacionamentos e pavimentos drenantes no combate às enchentes

Álvaro Rodrigues dos Santos escreve quinto artigo de série sobre medidas não estruturais para evitar as cheias. Confira

Da Redação
20/Outubro/2011

Enchentes: pátios, estacionamentos, pavimentos drenantes

Esse é o quinto artigo de uma série de textos dedicados à demonstração da importância das medidas ditas não estruturais no combate às enchentes urbanas. Com os quatro primeiros artigos tratamos dos bosques florestados, da serapilheira, das calçadas e valetas drenantes, dos reservatórios domésticos e empresariais de águas de chuva e do binômio erosão/assoreamento. Hoje trataremos dos pátios, estacionamentos e pavimentos drenantes.

Os espaços ocupados por estacionamentos e pátios impermeáveis nas grandes cidades são enormes. Sua implantação e manutenção configuram uma das mais ostensivas formas de desrespeito à população no que toca à questão das enchentes urbanas. Na foto, um exemplo na metrópole paulistana

Em uma cidade que adota generalizadamente uma cultura técnica urbanística e construtiva que está na origem causal das enchentes, a presença e multiplicação de grandes áreas contínuas impermeabilizadas, como estacionamentos e pátios de serviços, representa a forma mais ostensiva de desrespeito à população no que toca à questão das enchentes urbanas. Cresce ainda essa indignação ao sabermos que desde há muito há tecnologias especialmente desenvolvidas para dotar esses amplos espaços de considerável condição de permeabilidade para acumulação e infiltração de águas de chuva. Ainda hoje, está no campo dos pavimentos permeáveis uma das principais e férteis frentes de inovações tecnológicas da engenharia nacional e internacional. Excetuando-se a área viária urbana, que exige condições técnicas especiais de desempenho, para o que as novas tecnologias de pavimentos drenantes ainda não encontraram solução financeiramente razoável (mas está próxima), todas as outras áreas de menor trânsito e a menores velocidades, pátios, estacionamentos, estão amplamente contempladas com soluções drenantes já comercialmente disponíveis em todo o País.

Leia também:
Geólogo propõe sistemas de acumulação de águas para minimização das cheias
Calçadas e sarjetas drenantes: projetos orientados podem aumentar a capacidade das cidades na retenção das águas de chuva
Geólogo defende a manutenção das serapilheiras como opção mais imediata para o combate às cheias
Geólogo apresenta as principais recomendações práticas para evitar os processos erosivos

Essas soluções podem envolver tanto o desenho de um estacionamento como a constituição de seu pavimento. Do ponto de vista paisagístico, não há porque um estacionamento ou uma área aberta para feiras e eventos não possam ser esteticamente agradáveis, com muito verde e sombreamentos naturais. A ideia do estacionamento esteticamente e ambientalmente estéril é de uma pobreza imaginativa ímpar.

Não importam as dimensões, os estacionamentos primam pela completa impermeabilização

Ainda no que se refere ao desenho do estacionamento, pode-se trabalhar com os espaços destinados a ficar sob o veículo em condição drenante, com longos canteiros arborizados nos limites dos bolsões, com valas ajardinadas dotadas centralmente de trincheiras drenantes para receber eventuais águas de escoamento, enfim, com um conjunto enorme de arranjos destinados a reduzir substancialmente o Coeficiente de Escoamento da área total utilizada.

No que se refere aos pavimentos drenantes, as possibilidades também são várias: pisos intertravados assentados sob base de areia, blocos vazados, concreto permeável, piso asfáltico permeável, ou até alguma combinação dessas possibilidades. O concreto permeável e o piso asfáltico permeável chegam a permitir uma infiltração de até algo como 300 l/m² /min.

Há pavimentos de tal ordem drenantes que a limitação de infiltração acaba sendo definida pela permeabilidade do solo natural de base. Importante nesse sentido que cuidados construtivos como por exemplo a escarificação anterior desse solo natural, a execução de bases granulares mais espessas, de trincheiras drenantes etc, sejam adotados para possibilitar sempre a máxima infiltração.

Estacionamento arborizado e pavimento drenante sem perda de espaços

Da mesma forma, cuidados construtivos deverão ser adotados para a conformação de uma base permeável composta por material granular devidamente compactada, de forma a evitar-se com o tempo deformações indesejáveis. Enfim, procedimentos que a engenharia domina por completo.

Estudos realizados sobre o desempenho de pisos drenantes, seja qual for sua natureza, desde que adotados os cuidados técnicos inerentes aos objetivos definidos, qual seja permitir a máxima infiltração de águas de chuva, indicam que o Coeficiente de Escoamento chega a ser reduzido a até 5%, número irrisório se comparado ao Coeficiente de Escoamento de um pavimento comum impermeável, em torno de 90%, o que demonstra a eficácia desse dispositivo como elemento de um programa de combate às enchentes urbanas.

Uma legislação específica para que os proprietários de estacionamentos e pátios sejam obrigados a adotar dispositivos drenantes pode vir a ser interessante. O autor do artigo tem já elaborada uma minuta lei com essa finalidade, os interessados em conhecê-la poderão solicitá-la diretamente.

Vala drenante para separação de bolsões de estacionamento ou finalidades similares

Esquema de assentamento do piso intertravado drenante. Os espaços entre blocos, a serem rejuntados com areia média a grossa, deverão ter espessuras da ordem de 5mm

Geólogo Álvaro Rodrigues dos Santos (santosalvaro@uol.com.br)
Ex-diretor de planejamento e gestão do IPT e ex-diretor da divisão de geologia; autor dos livros "geologia de engenharia: conceitos, método e prática", "a grande barreira da serra do mar", "diálogos geológicos" e "cubatão"; consultor em geologia de engenharia, geotecnia e meio ambiente e membro do conselho de desenvolvimento das cidades da Fecomércio.

Revistas Pini
Destaques da Loja Pini
Aplicativos