Governo de Santa Catarina recebe 12 propostas para quarta ligação entre ilha e continente | PiniWeb

Infraestrutura

Governo de Santa Catarina recebe 12 propostas para quarta ligação entre ilha e continente

Construtoras Odebrecht e Andrade Gutierrez e o arquiteto Jaime Lerner são alguns que apresentaram projetos para a obra

Aline Rocha
31/Julho/2012

O governo de Santa Catarina está analisando propostas para a nova ligação entre a Ilha de Santa Catarina e a BR-101. A primeira fase do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) foi finalizada na última segunda-feira (30), quando foram entregues 12 propostas com soluções de mobilidade. A obra será a primeira Parceira Público-Privada (PPP) do estado.

Há sete soluções: pontes, túneis, Veículos Leves sobre Trilhos (VLT) e sobre Pneus (VLP), barcaças, teleféricos e um túnel submerso sustentado por ilhas flutuantes. Entre as proponentes, estão as construtoras Andrade Gutierrez, Odebrecht, OAS, Engevix e o arquiteto Jaime Lerner. Há também a proposta de um consórcio de Madri, na Espanha.

O governo terá dois meses para avaliar as propostas. Ao mesmo tempo, uma comissão formada pelo Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (SIE) e pela SC Participações e Parcerias (SCPar) também analisará as sugestões, elaborando um parecer técnico para o início da segunda etapa - quando as empresas vão detalhar a viabilidade econômica, impactos ambientais e comprovações da engenharia dos projetos.

Na terceira e última fase, o governo irá autorizar os proponentes que apresentaram os melhores projetos a elaborarem estudos finais para a contratação da PPP, sendo que mais de uma solução pode ser escolhida. A previsão é que o edital da contratação seja lançado em dezembro de 2013.

Confira as propostas:

Andrade Gutierrez - Túnel imerso

A proposta prevê a implantação de um túnel imerso, com oito pistas de ligação rodoviária e a inclusão de duas linhas para o VLT. Uma alternativa proposta é a construção de uma ponte rodoviária.

Além disso, a construtora sugere que seja construído um aterro sobre o mar na margem continental da Baía do Norte. O aterro englobaria o trecho entre a nova ponte e a BR-101, com inclusão da infraestrutura viária.

Companhia de Concessões Rodoviárias/ESSE Engenharia Consultiva - Ferry boats e teleférico

O consórcio propõe que a conexão entre a ilha e o continente seja feita por meio de barcas e ferry boats, com quatro estações: duas no continente e duas na ilha. Também seria implantando um teleférico com oito estações. O transporte seria iniciado na BR-101 e a última estação ficaria na Lagoa da Conceição.

Conceb Projetos e Construções - Pontes móveis

A empresa sugere que a ligação seja feita com pontes móveis e flutuantes. As pontes ficariam paralelas à Hercílio Luz e seriam integradas ao sistema viário já existente.

Contern Construções e Comércio - Ponte

Divulgação: Governo de Santa Catarina

A construtora apresentou um projeto de construção de uma ponte entre a ilha e o continente, com oito pistas e 1,6 quilômetros de extensão. Além disso, também sugere a construção de um aterro sobre o mar na Baía Norte, com área de 2,8 milhões de m².

O aterro englobaria o trecho entre a ponte proposta e a BR-101, incluindo a infraestrutura viária, marinas e parque público.

Engevix/Paulitec - Ponte estaiada

Em seu projeto, o consórcio propôs a construção de uma ponte estaiada ao norte da Hercílio Luz. A estrutura teria linha de ônibus BRT (Bus Rapid Transit) com faixas exclusivas.

Uma via de quatro pistas em cada sentido, com sete mil metros de extensão, também seria implantada sobre o aterro hidráulico.

Jaime Lerner Arquitetos Associados - BRTs, vaporettos e conexões marítimas

Divulgação: Governo de Santa Catarina

O escritório do arquiteto Jaime Lerner sugeriu a implantação de BRTs e embarcações do tipo Vaporetto, com integração através de terminais de transporte. Além disso, duas conexões marítimas de ferry fariam o transporte de veículos e passageiros.

Jaqueline Carvalho Ferreira - Pontes integradas com túnel imerso

Divulgação: Governo de Santa Catarina

A proposta faz parte de um trabalho de conclusão de curso. A sugestão é que sejam construídas duas pontes, com 2,5 km de extensão cada, conectando a ilha ao continente. Além disso, também seriam implantadas duas ilhas artificiais conectadas por um túnel imerso de 5,6 km de extensão.

LDJ Projetos, Execuções e Representações Ltda ME, PICID Ltda e Comaypa S.A - 4ª ponte

Divulgação: Governo de Santa Catarina

O consórcio espanhol sugeriu a implantação de uma nova via em aterro, com extensão de aproximadamente nove mil metros e três pistas em cada sentido. As empresas também propuseram uma 4ª ponte em dois níveis, com quatro pistas.

O nível superior seria usado para tráfego em geral e o inferior, para transporte público e serviços de emergência.

Odebrecht/OAS - Ponte

As construtoras propuseram a implantação de uma ponte para o sistema rápido de transporte E-VLP, veículo rápido sobre pneus. A estrutura teria extensão de sete mil metros e 12 pontos de embarque e desembarque.

Queiroz Galvão - Túnel imerso

A empresa apresentou projeto de implantação de um túnel imerso com mil metros de extensão e duas galerias. Também seriam feitas obras de adequação no sistema viário continental e insular com viadutos, trincheiras, aterro hidráulico e vias com ligação até a BR-101 e o túnel continental, com 2.700 metros de extensão e duas galerias.

Sotepa/Iguatemi - Ponte e anel viário insular

Divulgação: Governo de Santa Catarina

A ponte proposta ficaria localizada entre as pontes Pedro Ivo e Colombo Salles, com viaduto para conexão com o túnel Antonieta de Barros. Um anel viário insular também seria construído, conectando a Avenida Beira Mar Norte/UFSC à Via Expressa Sul.

WD Engenharia e Construções - Ponte estaiada

Divulgação: Governo de Santa Catarina

A empresa sugere que seja implantada uma ponte estaiada de 1.200 metros de extensão. Também seria construído um viaduto continental de 900 metros, para ligar a nova ponte à BR-282 e o viaduto insular, de 1.500 metros, para integração com o túnel Dep. Antonieta de Barros.