ABNT elabora nova norma de assentamento de pisos intertravados de concreto | PiniWeb

Legislação

ABNT elabora nova norma de assentamento de pisos intertravados de concreto

Normativa que vai tratar de ruas urbanas e outros espaços públicos deve ir à consulta pública em até um ano

Ana Paula Rocha
25/Junho/2009

Marcelo Scandaroli
A Comissão Técnica do Comitê Brasileiro 18 (cimento, concreto e agregados), da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), realizou no dia 24 de junho a segunda reunião de trabalho para discutir e tratar da redação de uma nova norma brasileira destinada ao assentamento de pisos intertravados de concreto. A perspectiva do grupo é de que a normativa entre em consulta pública no primeiro semestre de 2010.

"A nova norma vai abordar desde as definições básicas e termos usados no setor até os parâmetros de projetos e toda a parte detalhada de execução do pavimento", afirma o engenheiro Claudio Oliveira, gerente da área de Indústria e Pré-fabricados de Concreto da ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland) e integrante da Comissão Técnica. Segundo ele, o foco principal da normalização será o assentamento de pavimentos intertravados em ruas urbanas, mas também deverão ser abordados outros ambientes, como aeroportos e portos.

O objetivo do CB-18 é não só normalizar a execução do assentamento de pisos intertravados como também facilitar o trabalho dos órgãos públicos no momento da contratação de empresas para a realização dos serviços. "Os órgãos públicos poderão utilizar o documento para licitar obras e também fiscalizá-las. Hoje isso fica complicado porque não se tem nenhuma referência", afirma Oliveira.

Além da norma de assentamento de pisos intertravados, o grupo ainda está coordenando a revisão de duas normas existentes na área de peças de concreto para pavimentação: uma de especificação dos produtos (NBR 9781) e outra de métodos de ensaio (NBR 9780).

Veja também

Infraestrutura Urbana :: Equipamentos Públicos :: ed 44 - Novembro 2014

2) Impermeabilização com poliureia

Construção Mercado :: Construção :: ed 159 - Outubro de 2014

Nivelamento e alinhamento incorretos podem prejudicar o desempenho das portas de madeira