Salário dos trabalhadores da construção civil aumenta no Rio de Janeiro | PiniWeb

Notícias

Salário dos trabalhadores da construção civil aumenta no Rio de Janeiro

17/Março/2008

Acordo assinado entre Sinduscon e o Sintraconst-Rio estabelece ajuste médio de 7,5%
Salário dos trabalhadores da construção civil aumenta no Rio de Janeiro

Os trabalhadores do setor da construção civil fluminense receberão aumento de 7,5% a partir de 01 de março. O acordo foi assinado entre o Sinduscon-Rio (Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Rio) e o Sintraconst-Rio (Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil).

A mudança salarial estava prevista na Convenção Coletiva de Trabalho do setor, que foi assinada entre os órgãos em abril de 2007. "A Convenção durará até 2009, mas havia a programação de revisar algumas cláusulas após um ano", disse o diretor-executivo do Sinduscon-Rio, Antônio Carlos Mendes Gomes.

Os trabalhadores terão um aumento geral de 7,5%, e novos pisos salariais foram estabelecidos. "Algumas ocupações tiveram aumento de 9%, como é o caso de servente e contínuo", conta Gomes.O diretor-executivo considera o valor dentro da realidade do setor. Ele não é inflado, não deve provocar aumento de custos, afirmou.

Os novos pisos, retroativos a 1o de março, são:

Mestre de Obra: R$ 2.094,40 (R$ 9,52/hora)

Encarregado de Obra e Encarregado Administrativo de Obra: R$ 1.542,20 (R$ 7,01/hora)

Encarregado de Turma: R$ 1.282,60 (R$ 5,83/hora)

Almoxarife e Apontador: R$ 1.036,20 (R$ 4,71/hora)

Profissionais do Grupo 1 (carpinteiro de esquadrias, ladrilheiro, mecânico de máquinas pesadas, montador de torres de elevador, operador de grua, operador de máquinas pesadas e pastilheiro): R$ 970,20 (R$ 4,10/hora)

Profissionais do Grupo 2 (armador, carpinteiro de forma, guincheiro, pedreiro, pintor, gesseiro, sinaleiro de grua, marteleiro, serrador, operador de policorte e demais profissionais qualificados e não relacionados): R$ 902,00 (R$ 4,10/hora)

1/2 Oficial e Vigia: R$ 701,80 (R$ 3,19/hora)

Servente e Contínuo: R$ 655,60 (R$ 2,98/hora)

Chefe de Pessoal de sede administrativa: R$ 1.440,00

Auxiliares Administrativos e Similares: R$ 820,00

Por Rafael Frank, repórter da PINIweb

Veja também

Téchne :: Reportagem :: ed 213 - Dezembro de 2014

Obra aberta

aU - Arquitetura e Urbanismo :: Cenário :: ed 249 - Dezembro 2014

Notícias do mundo da arquitetura