Etiquetagem de coletores solares será obrigatória | PiniWeb

Sustentabilidade

Etiquetagem de coletores solares será obrigatória

Mudanças preveem adequação dos produtos à norma de sistemas solares térmicos e seus componentes

Luciana Tamaki
5/Abril/2012

Jan Kranendonk/Shutterstock
Coletores e reservatórios de aquecimento solar deverão se enquadrar obrigatoriamente no Programa Brasileiro de Etiquetagem do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Hoje, a adesão é voluntária.

A consulta pública sobre as mudanças no Regulamento Técnico da Qualidade (RTQ) do Programa já foi concluída, e a previsão é que em até 60 dias seja feita a análise das contribuições enviadas pela sociedade. O passo seguinte é a publicação pelo Inmetro dos novos regulamentos que determinam a compulsoriedade da etiqueta em até 24 meses.

As mudanças no Regulamento preveem a adequação dos produtos à ABNT NBR 15.747:2009 - Sistemas solares térmicos e seus componentes.

O RTQ se aplica a coletores solares abertos e fechados, com área externa mínima de 1 m² e máxima de 2,50 m² (para coletores solares com áreas diferentes, o Inmetro e os laboratórios designados devem ser consultados); sistemas acoplados; reservatórios térmicos com volumes padronizados em 100, 150, 200, 250, 300, 400, 500, 600, 800 e 1.000 litros.

Um dos objetivos é banir do mercado produtos com qualidade duvidosa. Para isso, estão previstas, dentre as regras, a avaliação dos sistemas de gestão da qualidade do fabricante, acompanhamento da produção por auditorias e ensaios em amostras oriundas do comércio e dos fabricantes.

Veja também

Construção Mercado :: Construção :: ed 179 - Junho de 2016

Saiba o que considerar na aquisição de coletores solares e reservatórios de água quente

Construção Mercado :: Debates Técnicos :: ed 179 - Junho de 2016

Energia solar na habitação social