ABNT publica norma de esquadrias externas para edificações | PiniWeb

Tecnologia & Materiais

ABNT publica norma de esquadrias externas para edificações

Novo texto da NBR 10821 separa os produtos em cinco categorias e atribui especificações técnicas mínimas para cada um deles

Mauricio Lima
18/Janeiro/2011

Marcos Lima
Norma entra em vigor no dia 11 de fevereiro
A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) publicou o texto revisado da NBR 10821 - Esquadrias Externas para Edificações, que entrará em vigor no dia 11 de fevereiro. A norma publicada contempla esquadrias de alumínio, madeira, aço ou PVC, padronizadas ou especiais.

A norma agora está dividida em cinco partes, sendo que as três primeiras, referentes à terminologia, requisitos e classificação e métodos de ensaio entram em vigor já nesse primeiro momento. Já a quarta e a quinta partes, que tratam, respectivamente, de requisitos de desempenho acústico e instalação e manutenção ainda estão sendo finalizadas.

Na segunda parte, que trata de requisitos e classificação, foram criadas cinco classes em que as pressões de ensaio, de segurança e de estanqueidade à água passam a ser informadas através de uma tabela. Segundo o consultor Joel Carlos Ferreira de Souza, secretário da comissão de estudo responsável pela revisão, os novos requisitos permitem que o construtor tenha "parâmetros informados em tabela específica para identificar se a janela que está comprando atende ou não à norma técnica".

Os métodos de ensaio sofreram algumas alterações no texto, de forma a assegurar uniformidade aos ensaios dos laboratórios. As pressões de ensaio para edificações de até cinco pavimentos diminuíram, enquanto que para as classes de 10, 20 ou 30 pavimentos tiveram um pequeno incremento. Foi, ainda, inserido o ensaio de segurança que prevê 1,5 vezes a pressão de ensaio. De acordo com Souza, as janelas são classificadas agora em três níveis: desempenho mínimo, intermediário e superior.

A NBR 10821 está disponível no site da ABNT.