Tecnologia & Materiais

Barragem de enrocamento de usina hidrelétrica será preenchida com asfalto

Consórcio formado para a construção da Usina Hidrelétrica de Chapecó adota solução pouco aplicada no País em função de excesso de chuvas na região e cronograma apertado

Por Rafael Frank
1/Abril/2009

Divulgação
A UHE (Usina Hidrelétrica) Foz do Chapecó terá uma potência instalada de 855 MW e deverá ser concluída em apenas 48 meses em uma área com uma janela hidrográfica pequena e inconsistente. A obra, que fica no rio Uruguai, entre os municípios de Águas de Chapecó (SC) e Alpestre (RS), utilizará o asfalto como componente principal do núcleo de vedação de barragem de enrocamento. Segundo o gerente executivo da Camargo Corrêa, Renato Penteado, será a primeira hidrelétrica no país a utilizar a solução, que já foi empregada em hidrelétricas de países como Alemanha, Noruega e China.

A barragem deverá ser construída em quatro meses por motivos contratuais, mas a utilização de soluções tradicionais como o núcleo argiloso e de concreto colocaria em risco esse cronograma por conta dos retrabalhos gerados pelas chuvas. Isso porque mesmo durante o período de baixa vazão do rio Uruguai, no final do ano, a região registra a presença de chuvas.

Levando em conta tais fatores, o Consórcio Volta Grande (Construtora Camargo Corrêa, CNEC Engenharia e Alstom) se deparou com uma janela de trabalho entre dezembro e abril. Uma empresa norueguesa foi contratada para realizar os estudos e aplicar as camadas asfálticas no núcleo da barragem. Os profissionais deverão começar a atuar em novembro, quando serão realizados ensaios no local. Segundo a técnica prevista, o núcleo e a transição da barragem sobem simultaneamente. São duas transições, uma a montante (área que fica entre a barragem da usina e a nascente do rio) e outra a jusante (área que fica entre a barragem da usina e a foz do rio) que terão 1,5 m cada.

O planejamento prevê a execução de três camadas asfálticas compactadas de 20 cm cada por dia. A largura da faixa é de 50 cm. O teor de asfalto será em torno de 6,5% e o índice de vazio de 3%. Para a aplicação, foi adquirida uma usina gravimétrica de asfalto. No total, a barragem terá 48 metros de altura e 598 metros de extensão.

Camargo Corrêa
Seção Transversal Típica e detalhe da crista da barragem

Veja também

Equipe de Obra :: Segurança :: ed 70 - Abril de 2014

Certo e Errado

Equipe de Obra :: Obras :: ed 70 - Abril de 2014

Aprenda a ler projetos de pisos acústicos

Equipe de Obra :: Obras :: ed 70 - Abril de 2014

Passo a Passo: instalação de janela antirruído

Revistas Pini
Destaques da Loja Pini
Aplicativos
Agenda Ver mais
de 23/04/2014 a 24/04/2014

Curso Básico de Orçamento de Obras

de 23/04/2014 a 24/04/2014

Masterclass

de 23/04/2014 a 24/04/2014

ConstruBR