Grupo FCC pede patentes para argamassa sem cimento | PiniWeb

Tecnologia & Materiais

Grupo FCC pede patentes para argamassa sem cimento

Produto utiliza nanotecnologia em uma formulação que une resinas sintéticas e agregados minerais

Aline Mariane, da revista Guia da Construção
2/Agosto/2013
Divulgação: FCC

O Grupo FCC, empresa que atua na elaboração e produção de adesivos à base de água e elastômeros termoplásticos, realizou dois pedidos de patentes para a argamassa Massa DunDun. O produto utiliza nanotecnologia em uma formulação que une resinas sintéticas e agregados minerais e dispensa o uso de cimento, areia, cal e água na sua composição.

Segundo informações fornecidas pelo gerente de novos negócios, Marcelo Reichert, o primeiro pedido de patente foi feito para o Instituto de Nacional da Propriedade Industrial (INPI) em outubro do ano passado e é referente ao processo de aplicação do produto. Já a segunda solicitação, foi feita em junho deste ano e é relacionada a formulação do produto e seu processo produtivo em parâmetros internacionais.

"Este segundo foi feito por um caminho diferente chamado PCT (Tratado de Cooperação em Matéria de Patentes), que garante o direito de depositar em aproximadamente 150 países os pedidos, com depósitos individuais (e respectivos custos) sendo feitos até 30 meses depois do depósito do primeiro pedido ou prioridade. Além desta vantagem, o sistema tem o benefício de ter um prazo médio de três anos para a aprovação do pedido (contra sete anos por meio do INPI). A desvantagem foi um custo mais elevado e que ele teve que ser redigido todo em inglês", conta Reichert.

A empresa expôs a Massa DunDun em seu estande durante a 16ª Feira Internacional da Construção (Construsul), realizada entre 31 de julho e 3 de agosto em Novo Hamburgo (RS).

Veja também

Equipe de Obra :: Obras :: ed 110 - Agosto de 2017

Passo a passo: sistema construtivo de parede de concreto

Téchne :: Téchne Educação :: ed 245 - Agosto de 2017

Prova comentada: fundações

Equipe de Obra :: Materiais e ferramentas :: ed 110 - Agosto de 2017

Melhores práticas: como conservar as ferramentas?